Tipos de Alimentação Natural

01-04-2021
Photo by Kabo on Unsplash
Photo by Kabo on Unsplash

A cada dia que passa mais tutores estão cada vez mais preocupando coma saúde e bem estar do seu pet e com isso o interesse em oferecer uma alimentação saudável e de qualidade gerando um aumento de procura sobre a alimentação natural (AN). Quando começamos a falar sobre a AN, já sabemos que cada dieta será formulada conforme as necessidades nutricionais de cada indivíduo, mas é necessário também pensar qual seguimento gostaríamos de seguir. No mundo da alimentação natural, temos três tipos de opções de preparação que, junto com as recomendações do veterinário, o tutor pode estar seguindo levando em consideração as características de seu pet, a Alimentação Natural Cozida; Crua sem Ossos e Crua com Ossos também conhecida como "Raw Diet" ou "BARF".

AN Cozida 

A alimentação natural cozida é a mais escolhida pelos tutores de pets, pois é mais semelhante a nossa própria comida. Ela será formulada com carnes, legumes, carboidratos e vísceras cozidas. De todos os segmentos a cozida é considerada mais palatável, pois o cozimento dos alimentos acentua o cheiro e o sabor dos alimentos, além de ser mais tolerada pelos pets, porém, é também a mais trabalhosa, pois deve cozinhar todos os ingredientes, preferencialmente, em panelas diferentes.

"BARF"

BARF é uma sigla em inglês para Biologically Appropriate Raw Food, que significa, Comida Crua Biologicamente Apropriada. Ela foi fundada pelo veterinário e nutricionista Dr. Ian Billinghurst, possuindo o principio de oferecer ao cão e gato uma dieta que seja apropriada para o seu tipo de organismo e biologia, ou seja, uma dieta apropriada para o organismo de animais carnívoros. Ela é composta por carne, ossos carnudos e vísceras cruas, junto com adição de vegetais e frutas. Esse tipo de segmento é a menos escolhida pelos tutores por ainda possuir muitos preconceitos por ser além de uma dieta com carne crua, conter ossos em sua formulação. Mas de todas as opções essa é a mais nutritiva e prática de todas. Por não haver nenhum tipo de cozimento não terá nenhuma perda nutricional além de que o fornecimento de ossos e cartilagens fornecerá cálcio e condroitina.

AN Crua Sem Ossos

Entre a alimentação natural cozida e a crua, temos uma opção meio termo que alguns veterinários usam que é uma dieta crua sem ossos que se assemelha a Raw Food Diet, mas que não contém ossos. Comparando com a Cozida esse segmento tem um tempo de preparação mais rápido sendo necessário cozinhar apenas os carboidratos e triturar os vegetais. É considerada mais nutritiva pois, como as carnes não passaram pelo processo de cozimento terá suas estruturas nutricionais intactas como vitaminas e alguns aminoácidos como a taurina.

Essa é uma opção para tutores que não querem aderir a uma alimentação totalmente crua, ou para animais que não tiveram uma boa adaptação com ela.


Às vezes não é fácil escolher qual dieta seguir, pois deve-se levar em consideração as necessidades do seu pet e como ele se adapta a ela. Não é todo cão que pode ou tem uma boa adaptação à alimentação crua. Minha dica é, se você tem interesse de dar uma dieta totalmente crua, primeiro comece com a cozida, ela terá menos impacto na transição de uma comida industrializada para uma caseira. Depois que ele estiver adaptado e você pode introduzir a dieta crua sem ossos e depois passe para a crua com ossos. Essa transição favorece o organismo a se acostumar com os ingredientes usados pouco a pouco diminuindo o risco de reações gastrointestinais como vômito e diarreia. Vale lembrar que a BARF é indicada apenas para cães saudáveis sem nenhum tipo de enfermidade. 

Tanto a crua quanto a cozida tem seus benefícios, vantagens e desvantagens! Mas todas elas têm uma coisa em comum: a qualidade de uma comida natural e saudável que proporciona ao seu amigo de quatro patas saúde, longevidade, qualidade de vida, prevenção de doenças crônicas e vitalidade!