Obesidade em Cães

18-02-2021
Barbara Danázs por Pixabay
Barbara Danázs por Pixabay

A obesidade é umas das doenças metabólicas mais vistas na rotina clínica e acomete aproximadamente 59% dos pets. Muitas vezes ela passa despercebida pelos tutores principalmente quando na fase de sobrepeso, ainda não atingindo a obesidade. Alguns tutores não possuem o conhecimento do perigo a saúde do sobrepeso e obesidade onde, o sobrepeso pode se transformar em obesidade rapidamente e isso afeta diretamente a saúde gerando doenças metabólicas, dificuldade de locomoção, dificuldade na respiração ficando mais ofegantes e afetando a qualidade de vida dos mesmos.

O que é

O corpo é composto por vários tecidos, um deles é o Tecido Adiposo que é responsável por armazenar gordura servindo como reserva energética do organismo. A obesidade é quando temos o acúmulo excessivo nesse tecido, levando a vários problemas de saúde secundários como: alterações cardiorrespiratórias, inflamações crônicas, afecções ortopédicas e diabetes.

Diagnóstico

O diagnóstico é simplesmente visual, ele pode ser feito até pelos tutores. Basicamente é feita só pela observação do corpo do seu pet como a imagem a baixo que indicando o ECC que é o Escore de Condição Corporal. Isso ajuda os veterinários a classificar o quanto os cães e gatos estão acima ou abaixo do peso.

Além de pesa-lo e classifica-lo, poderá ser solicitado pelo seu veterinário exames como o de sangue para verificar principalmente os níveis de Colesterol e Triglicérides.

Tratamento

O tratamento é basicamente inserir uma dieta específica para perda de peso. Porém existe 3 desafios que podem ser observados pelos veterinários para o inicio do tratamento, sendo eles:

1 - Convencer o tutor que o pet esta obeso, como falamos no começo muitos acham que estar sobrepeso/obeso não afeta diretamente a sua saúde. 

2- Instituir o tratamento adequado e mande-lo até atingir o peso ideal. O pet não irá perder e atingir o peso planejado rapidamente, é um tratamento que leva tempo por isso a paciência dos tutores durante a dieta é extremamente importante, além de seguirem a risca a dieta prescrita, principalmente em sua quantidade não cedendo aos pedidos dos seus peludos por mais comida.

3 - Manutenção do peso, após o pet atingir o peso ideal os tutores acreditam que podem voltar a fornecer grandes quantidades de comida e de petiscos, porém é importante continuarem a seguir as orientações do seu veterinário por que um pet que já foi obeso tem grandes chances de voltar a ser sem os cuidados necessário para evitar o mesmo que esta diretamente ligado a quantidade e qualidade do alimento fornecido e a atividade de exercício físico.

Prevenção

O acompanhamento do escore corporal e do peso do seu peludo deve ser feito desde a fase de filhote junto com seu veterinário. O fornecimento de um alimento de qualidade e na quantidade correta é de extrema importância, tanto em forma de refeição quanto na forma de petiscos, junto com a prática de exercícios físicos e controle de peso do pet.