Gordura, boa ou ruim?

31-03-2021

A gordura, ou lipídeo, é uma molécula orgânica insolúvel a água que é formada pela associação dos ácidos graxos com o glicerol. Ela representa a melhor fonte de energia contendo duas vezes mais calorias do que os carboidratos e as proteínas, por isso o corpo contém um tecido específico para sua reserva, chamado de Tecido Adiposo. Ela pode ser encontrada em alimentos de origem animal ou vegetal.

É classificada em duas categorias, as saturada e as insaturada, onde a principal diferença está na sua estrutura molecular, ou seja, o número de duplas ligações presentes na cadeia de seus ácidos graxos.

Gorduras Saturadas x Insaturadas 

- Gorduras Saturadas: não contem nenhuma dupla ligação e na maioria são encontradas em alimentos de origem animal e algumas fontes de origem vegetal como o óleo de coco. Quando em temperatura ambiente possui uma estrutura sólida.

- Gorduras Insaturadas: contém mais de uma dupla ligação em sua composição e é encontrada apenas em alimentos de origem vegetal como o óleo de milho e de soja, e ao contrário das saturadas quando em temperatura ambiente ela se encontra em forma líquida (óleos).

Importância de uma quantidade balanceada 

Ela é considerada um nutriente essencial para o funcionamento do organismo e segundo a Federação Europeia de Comida Pet (FEDIAF), a dieta de cães deve conter um mínimo de 5,5% de gordura em sua composição. Além de ser uma fonte e uma reserva de energia, ela faz parte das membranas celulares. Ou seja, se uma dieta contém um desbalanceamento no fornecimento de gorduras, isso impactará diretamente na saúde das células do corpo levando ao seu mau funcionamento.

A gordura é também: fonte de ácidos graxos essenciais (ômega 3 e 6); ela trabalha como isolante térmico protegendo contra o frio e o calor; está presente na síntese de alguns hormônios como o cortisol e participam no transporte de vitaminas insolúveis (A,D, E, K). Além disso, na alimentação animal ela confere sabor ao alimento fazendo-o ser mais palatável.

Ômegas 

Os cães possuem dois ácidos graxos essenciais, o ômega 3 (ALA, EPA e DHA) e o ômega 6 (AL). O ômega 3 contém uma ação anti inflamatória onde irá modular a inflamação evitando que ela se prolongue por mais tempo que o necessário protegendo contra doenças crônicas como a artrite, doenças do coração e até mesmo o câncer. O ômega 6 tem uma ação pro inflamatória, ajudando o organismo a ativar o sistema imune através da inflamação.

A principal fonte de ômega 3 são os peixes, principalmente a sardinha. Pode ser suplementada na alimentação através de capsulas de óleo de peixe, seguindo as recomendações de seu veterinário. Já o ômega 6 será encontrado em carnes, ovo e óleos como o de soja. 

Imagem de Steve Buissinne por Pixabay
Imagem de Steve Buissinne por Pixabay

Quando pensamos na alimentação de nosso amigo peludo é importante para o ele ter uma dieta com gorduras bem balanceadas. Na alimentação natural teremos sua suplementação através do uso de óleos, principalmente o de peixe. Quando temos uma dieta desbalanceada em gordura podemos observar sinais iniciais de carência de ácidos graxos essenciais pois seu pelo se torna opaco e seco, podendo ter uma queda anormal, podendo com o tempo gerar consequências mais graves como ficar mais suscetível as doenças crônicas.