BARF - Comida Crua Biologicamente Apropriada

21-04-2021
Imagem de A_Different_Perspective por Pixabay
Imagem de A_Different_Perspective por Pixabay

BARF é uma sigla em inglês para Biologically Appropriate Raw Food, que significa Comida Crua Biologicamente Apropriada. Ela foi fundada pelo veterinário e nutricionista Dr. Ian Billinghurst, possuindo o principio de oferecer ao cão e gato uma dieta que seja apropriada para o seu tipo de organismo e biologia, ou seja, uma dieta para o organismo de animais carnívoros. Ela é composta por carne, ossos carnudos e vísceras cruas, junto com adição de vegetais e frutas. Esse tipo de segmento é a menos escolhida pelos tutores possuindo ainda muitos preconceitos como, além de ser uma dieta com carne crua, ela contém ossos em sua formulação. Mas de todas as opções essa é a mais nutritiva e prática de todas. Por não haver nenhum tipo de cozimento não terá nenhuma perda nutricional além de que o fornecimento de ossos e cartilagens fornecerá cálcio e condroitina. 

Composição 

Como visto anteriormente a BARF ou AN Crua terá como ingrediente principal a carne, sendo subdividida em ossos carnudos, vísceras e carnes desossadas. E como ingrediente coadjuvante teremos os vegetais e as frutas além da adição de suplementos. 

1. Carnes Desossadas
Irá representar 25 a 35% da formulação total. É uma das principais fontes de proteína na alimentação fornecendo todos os aminoácidos essenciais para todas as fases da vida (cães filhotes, lactantes, gestantes e idosos) também fornece gordura, água, vitaminas e minerais além de ser uma fonte de energia. 

Nessa categoria irá entrar também os ovos, peixes e vísceras musculares. 

Portanto para esse grupo iremos utilizar ingredientes como:
- Carnes Magras: Maminha, Contrafilé, File Mignon, Patinho, Coxão Duro e Lagarto; 
- Carne Suína: File Mignon Suíno; Lombo Suíno. 
- Aves: Peito de Frango; Carne de Peru.  
- Peixes: Sardinha em lata; Manjuba; St. Peter; Pescada. 
- Ovos: Codorna ou Galinha.
- Vísceras Musculares: Moela de aves; Bucho Bovino; Coração de Frango ou Bovino. 

2. Ossos Carnudos 
Irá compor 35-50% da composição total da formulação. Os ossos são ricos principalmente em minerais, além de gordura, proteínas e vitaminais lipossolúveis. O organismo canino é feito para a digestão dos ossos e os necessita para funcionar adequadamente. 

Mas quais os ossos carnudos que são os mais indicados para fornecer aos nossos pets? Os mais indicados é os de origem de aves como frango e peru, sendo alguns deles: pescoço, asas, dorso e pés de frango ou pescoço e e assas de peru. Pode também ser fornecido sardinha crua, pescoço de cabrito ou cordeiro. 

3. Vísceras 
As vísceras iram compor uma porcentagem mais baixa, de 5-10% da formulação. Elas são fontes de nutrientes essenciais como vitaminas, minerais e proteínas. Seu fornecimento deve ser com cuidado pois seu excesso pode causar diarreia. 

Fontes: De qualquer espécie (bovina, suína, ovino ou caprino) sendo utilizado normalmente o fígado, rins e baço. Prefira peças orgânicas e de fornecedores confiáveis. 

4. Vegetais
Já a categoria dos vegetais irá variar de 10-20% na sua composição, onde 5% será apenas para  verduras. Os vegetais são importantes na alimentação crua, pois irá ser a fonte de fibras solúveis e insolúveis que os cães precisam uma vez que não será usado o Carboidrato. Eles serão adicionados crus e triturados para auxiliar na digestão e absorção dos nutrientes. 

Alguns dos vegetais que podemos adicionar na dieta são: Brócolis, Espinafre, Salsão, Cenoura, Repolho, Beterraba, Rúcula, Escarola e Acelga. 

5. Frutas
É indicado fornecer uma quantidade relativa a 5% do total. O fornecimento de frutas não é obrigatório, porém, isso permite uma dieta mais rica e variada, além de conter nutrientes importantes para a saúde do cão como fibra, carboidrato solúvel que são os açucares simples que fornecem energia, vitaminas, enzimas e antioxidantes. 

Quais as frutas mais indicadas que podemos fornecer aos nossos pets? Maça, Pera, Mirtilo, Laranja, Pêssego e Kiwi. 

Por que carboidratos não fazem parte da composição? 

Segundo as organização de controle de comida pet, os cães não precisaram necessariamente de carboidratos na alimentação, tendo sua adição apenas como fonte de fibras e principalmente de energia através do amido. Como a BARF segue uma linha de dieta biologicamente apropriada para carnívoros e os mesmos não ingerem amido na sua alimentação natural, não terá a sua adição na formulação da dieta. O fornecimento de energia necessária será através principalmente das carnes e dos ossos, e em pouca quantidade, através dos vegetais e frutas. 

Suplementação

Na alimentação crua a suplementação será feita através de uma complementação caseira adicionando ingredientes naturais ou uma formulação de cápsula para cada cão com as quantidades de vitaminas e minerais necessários feita em farmácia de manipulação veterinária. Não será recomendado usar suplementos polivitamínicos industrializados, pois como a BARF é uma dieta que por fornecer ossos e não possuir perda nutricional dos ingredientes ela irá conter mais vitaminas e minerais importantes e em quantidade suficientes. Os nutrientes que poderão ter uma deficiência em sua formulação são: Magnésio, Selênio, Iodo, Manganês, Zinco, Vitamina E e Vitamina D. 

Outro complemento que será necessário adicionar é o óleo ômega-3 associado a algum outro óleo como o de coco, linhaça ou azeite extra virgem prensado a frio.  

Além disso, para obter mais benefícios e oferecer uma dieta mais rica ainda pode-se adicionar Kefir ou Iogurt Natural que são excelentes fontes de Probióticos auxiliando na saúde gastrointestinal; Alho que tem uma propriedade vermicida, bactericida e virucida, sendo um ótimo imunoestimulante e possui uma ação repelente contra pulgas e carrapatos. 

Preocupações

Uma das maiores preocupações que os tutores têm sobre fornecer a AN Crua é o risco de infecção através do fornecimento da carne crua. Para isso nós temos umas medidas profiláticas como comprar peças de qualidade sabendo sua proveniência, não fornecer carne de animais silvestres e o mais importante fazer o Congelamento Profilático se assegurando que o freezer atinja 18ºC, onde cada tipo carne deve ser congelado por dias específicos, por exemplo, Carne Bovina por 3 dias, Peixe por 7 dias, Suíno até 20 dias. Porém o congelamento só irá retardar o crescimento bacteriano, é de extrema importância que seu pet tenha um sistema digestório e imune saudáveis, lembrando-se da fisiologia digestiva dos cães onde possuem um pH intestinal extremamente ácido para matar as bactérias presentes na carne. E em relação a Salmonela, ela é uma bactéria que faz parte da microbiota do sistema digestório dos cães.

Além da preocupação de infecção, outro fato que preocupa tutores na Raw Diet é o fornecimento de ossos para os cães. Os ossos perigosos para cães são aquele COZIDOS, pois o cozimento dos mesmos causa uma alteração estrutural os deixando mais porosos facilitando sua quebra em partes pontiagudas causando as perfurações e engasgos. Ossos não cozidos de nenhuma maneira diminuem o risco de engasgo, porém precisam ser compatíveis com o porte do cão sendo indicados ossos com tamanho mínimo da cabeça do mesmo. 

Alguns ossos que são perigosos para nossos pets são: os desidratados, defumados, cozidos, polidos e os crus inadequados para o porte do cão.

Benefícios de uma Dieta Biologicamente Apropriada

Quando se escolhe oferecer uma alimentação biologicamente apropriada, estamos falando de uma dieta que irá ser formulada através das necessidades de cada tipo do organismo (herbívoro, carnívoro, onívoro) para que ele atinja seu potencial genético em termos de saúde, longevidade e vitalidade. Cães são biologicamente carnívoros, por isso requerem uma alimentação carnívora tendo sua fonte de energia vinda principalmente da proteína e da gordura. A dieta crua é a que mais se assemelha a esse requerimento, pois, contém como ingrediente principal a carne e ossos e essas possuem todas as propriedades nutritivas, pois não passam por nenhum processo de cozimento evitando a perda de nutrientes que ocorre durante o processo.

Podemos observar outros benefícios como:
- Dentes mais limpos. Devido ao oferecimento de ossos que ajuda na limpeza.
- Mais energia;
- Pele e pelo mais saudável;
- Auxilia no controle de peso; 
- Possui uma carga glicêmica baixa pois não contém carboidratos em sua composição; 
-Contém condroitina e colágeno natural fornecidos através dos ossos e cartilagens; 
-Mais prática, rápida e nutritiva comparada com a alimentação natural cozida;
- Melhora a digestão.

Porém, como toda dieta, temos os benefícios e seus contras:
- A dieta BARF pode ser um pouco mais cara quando comparada com comidas industrializadas;
- Deve ser propriamente balanceada. Uma dieta desbalanceada por causar danos no organismo, aparecendo os primeiros sintomas só depois de três meses;
- Nem todo cão se adapta a essa dieta precisando ter um sistema digestivo saudável par conseguir digerir os ossos e matar as bactérias;
- Se não usado corretamente, ossos podem causar engasgos; 
- Pode causar problemas gastrointestinais se não preparado e oferecido corretamente. 

Para mais informações sobre qual o melhor tipo de dieta natural para o seu pet, entre em contato com seu veterinário especializado em nutrição e alimentação natural ou entre em contato com a gente!